Eis-me aqui!

"Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem irá por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim."
Isaías 6:8

Pesquisar neste blog

Carregando...

Panorama Bíblico - Parte II

Resumo Livros Históricos

Conjunto de doze livros: Josué, Juízes, Rute, I e II Samuel, I e II Reis, I e II Crônicas, Esdras, Neemias e Ester, que contam a história do povo judeu a partir do tempo de Moisés.

JOSUÉ

ž Versículo chave: Js 1:11

ž Autor: Josué e Finéias

ž Tema: A história da conquista da terra prometida

ž Propósito: Relatar o estabelecimento dos filhos de Israel em Canaã, como prova da fidelidade de Deus no cumprimento das suas promessas a Abraão.

ž Mensagem atual: Há muitas bênçãos para os que obedecem a Palavra de Deus

Entrada na terra prometida – 1-5:12

1-Começam os preparativos para tomar posse da terra

2-Josué envia dois espias a Jericó, que são acolhidos por Raabe

3-Josué manda os sacerdotes à frente com a Arca para passarem o Jordão.

4-O Jordão se abre, Israel passa em terra seca e 12 homens são escolhidos para pegarem 12 pedras para representarem o milagre que Deus fez.

5-Os homens são circuncindados

*1:6-9 – Deus encoraja Josué / 2 – Raabe, a prostituta, escondeu os dois espias no terraço de sua casa. Reconheceu que Deus estava com eles, e pediu que livrassem ela e seus familiares. O sinal foi uma corda VERMELHA presa à janela. / 3 – Deus abriu o rio Jordão para o povo atravessar para chegar etm Jericó / 4 – Depois que todos passaram, Deus ordenou que um homem de cada tribo pegasse uma pedra do Jordão e carregasse para fazer um altar. As pedras representavam um memorial perpétuo

Conquistando a terra – 5:13-12:24

1-Deus da a estratégia de guerra a Josué para a conquista de Jericó.

2-O pecado de Acã traz consequências terríveis a Israel.

3-A astúcia dos gibeonitas

4-Cinco reis se levantam contra Gibeom.

5-Josué ora para que o sol e a lua parassem.

6-Deus luta por Israel contra vários reis

*6 – Deus deu a estratégia de guerra para Josué e disse que TUDO deveria ser destruído e que somente Raabe e os seus seriam poupados e toda prata, ouro e todos os utensílios de bronze e ferro deveriam ser levados para o tesouro do Senhor / 7 – Acã escondeu as coisas consagradas junto com seus bens e por causa disto o povo de Israel perdeu uma batalha. Deus avisou Josué o que estava acontecendo. Acã e seus familiares foram apedrejados e tudo seu queimado.

Dividindo a terra – 13:1-24:33

1-A terra é repartida por herança a Israel.

2-Josué exorta o povo a observar a lei do Senhor e a se afastar das nações e povos idólatras

3-Deus faz o povo lembrar de tudo o que fez por eles desde Abraão

4-Josué morre com 110 anos

*14:6-15 – Calebe foi pedir a Josué sua parte na herança da terra. Ele esperou 45 anos. / 21:45; 23:14 – Deus cumpriu TODAS as promessas feitas ao povo.

JUÍZES

ž Versículo chave: Jz 17:6

ž Autor: Samuel (segundo a tradição)

ž Tema: Apostasia e opressão

ž Propósito: Mostrar que o julgamento de Deus contra a transgressão é real e que seu perdão pelo pecado e a restauração do relacionamento são certos para os que se arrependem

Quem eram os juízes? Líderes escolhidos por Deus e dotados pelo Seu Espírito para tarefas específicas. A tradução mais correta para sua função seria: governar, liderar ou libertar.

A falha militar de Israel – 1-3:6

1-A conquista incompleta da terra

2-Desobediência e derrota

*1:27-36 – As tribos desobedecem a Deus não expulsando os povos das nações conquistadas nem destruindo seus altares. / 2:1-4 – A ordem que Deus havia dado ao povo de Israel e o que eles fizeram. / 2:10-15 – Pecado de Israel e suas consequências. / 2:16 – O povo volta-se à idolatria. / 2:18-23 – Deus levanta juízes para os libertarem dos opressores. Israel não abandona suas práticas, por isso, a ira do Senhor se ascendeu contra eles.

Resgate de Israel pelos juízes – 3:7-16

1-Primeiro período Otoniel

2-Segundo período Eúde e Sangar

3-Terceiro período Débora e Baraque

4-Quarto período Gideão, Tola e Jair

5-Quinto período Jefté, Ibsã, Elom e Abdom

5-Sexto período Sansão

*13:8 – Manoá, pai de Sansão. / Os juízes de Israel: 1º Otoniel: Israel fez o que o Senhor reprova e foram subjugados por 8 anos pelo rei da Mesopotâmia. Clamaram e Deus enviou Otoniel para os livrar. Ele liderou Israel na guerra e o Senhor entregou o rei nas mãos dele. A paz durou 40 anos. / 2º Eúde: Mais uma vez os israelitas fizeram o que o Senhor desaprova, por isso, Ele deu a Eglom, rei dos moabitas, poder sobre Israel durante 18 anos. Novamente o povo clamou e Deus enviou Eúde, homem canhoto. Ele fez uma espada de dois gumes de 45cm e colocou debaixo da roupa amarrada a coxa direita. Eglom era muito gordo. Eúde foi pessoalmente entregar o tributo a Eglom. Arrumou um jeito de ficar sozinho com ele e cravou-lhe a espada. Com o rei morto Eúde tocou a trombeta e levou o povo à guerra e venceram. Teve paz por 80 anos. / 3º Sangar: Depois de Eúde veio Sangar que matou 600 filisteus com uma aguilhada de bois e libertou Israel. / 4º Débora: com a morte de Eúde o povo voltou a fazer o que o Senhor reprova. Deus os entregou por 20 anos nas mãos de Jabim, rei de Canaã. O exército deles tinha por comandante Sísera. Deus mandou Baraque reunir um exército e ir à peleja. Baraque só aceitou ir com a presença de Débora. Deus pelejou por eles e entregou Sísera na mão de uma mulher. E a terra teve paz por 40 anos. / 5º Gideão: De novo os israelitas fizeram o que o Senhor reprova e o Senhor os entregou nas mãos dos midianitas por 7 anos. Eles destruíam suas plantações e não deixavam nada vivo pelo caminho. Os israelitas empobreceram tanto que clamaram por socorro ao Senhor. O Anjo do SENHOR apareceu a Gideão enquanto malhava o trigo. Deus o enviou à guerra com 300 homens com trombetas e jarros vazios com tochas adentro. Ao comando de Gideão, tocaram a trombeta, quebraram os jarros e gritaram: “À espada pelo Senhor e por Gideão”. O Senhor fez com que eles mesmos se matassem e alguns fugiram e foram alcançados pela tribo de Efraim. Gideão desapontou ao Senhor fazendo uma estola sacerdotal, que se tornou objeto de idolatria e sua poligamia trouxe problemas a Israel. Teve 70 filhos e julgou 40 anos. / 6º Tolá: liderou Israel por 23 anos. / 7º Jair: liderou Israel por 22 anos. Teve 30 filhos que montavam 30 jumentos e lideravam 30 cidades. / 8º Jefté: era filho de uma prostituta com Gileade. Foi expulso por seus irmãos e passou a ser seguido por vadios. Israel fez o que o Senhor desaprova e foi humilhado e oprimido pelos filisteus e amonitas por 18 anos. Clamaram ao Senhor, se desfizeram dos seus ídolos e cultuaram a Deus. Foram buscar Jefté, que era homem de guerra, para os Liderar. O Espírito do Senhor se apossou de Jefté e este fez um voto ao Senhor. Deus o deu a vitória e ele cumpriu seu voto. Jefté liderou Israel por 6 anos. / 9º Ibsã: teve 30 filhos e 30 filhas. Casou seus filhos com pessoas fora de seu clã. Liderou por 7 anos. / 10º Elom: liderou Israel por 10 anos. / 11º Abdom: teve 40 filhos e 30 netos, que montavam 70 jumentos. Liderou por 8 anos. / 12º Sansão: os israelitas voltam a fazer o que Deus reprova e foram entregues aos filisteus por 40 anos. Uma mulher estéril deu a luz a Sansão, que era nazireu (separado para o Senhor). Deus o usou para abater os filisteus. Liderou por 20 anos.

O fracasso moral de Israel – 17-21

1-A idolatria da tribo de Dã

2-Guerra contra a tribo de Benjamim

RUTE

ž Versículo chave: Rt 1:16

ž Autor: Samuel (segundo a tradição)

ž Tema: A intervenção soberana de Deus traz a salvação universal

ž Propósito: Traçar a linhagem de Davi e mostrar a fidelidade a Deus de três pessoas

ž Mensagem atual: É sábio esperar no Senhor e deixar que Ele realize os Seus propósitos para conosco.

A história de Rute se desenrola entre o governo de Gideão e Jefté. Ela se casou com Boaz e ambos são bisavós de Davi.

Rute permanece leal a Noemi 1

1-Sofrimento de Noemi

2-Dedicação e promessa de Rute

3-Retorno a Belém

*Belém = casa de pão / Mara = amarga / Boaz é um tipo de Cristo = resgatador

Rute respiga no campo de Boaz – 2

1-Rute respiga no campo de Boaz

2-Generosidade e proteção de Boaz

3-Noemi reconhece a bondade de Deus

Rute segue o plano de Noemi – 3

1-Orientação de Noemi

2-Obediência de Rute

3-Recompensa pela obediência

Rute e Boaz se casam – 4

1-Casamento de Boaz e Rute

2-Benção de Deus sobre Noemi

3-Genealogia de Davi

*4:17 – Rute tem Obede, este Jessé, que foi pai de Davi

I SAMUEL

ž Versículo chave: I Sm 8:7-9

ž Autor: Samuel é autor do livro, mas estão incluídos textos de Nata e Gade

ž Tema: Registrar a vida do último juiz, o primeiro rei de Israel e seu declínio; e a escolha e preparação de Davi

ž Propósito: É a passagem do governo por juízes ao governo por reis. E do governo de Deus (Rei invisível) para o governo civil (humano).

ž Mensagem atual: A vida de uma nação é o reflexo de sua vida moral e espiritual.

O nome Samuel sugere “ouvido por Deus”. Foi homem de oração, filho de Ana e Elcana, nasceu quando Eli era juiz em Israel. Foi o último juiz, o primeiro profeta e o fundador da monarquia em Israel.

Eli e Samuel – 1-7

1-Nascimento e infância de Samuel

2-Guerra contra os filisteus

*2:21 – Ana teve 6 filhos / 2:29-36 – Pecado dos filhos de Eli e suas consequências. / 4:18 – A morte de Eli.

Saul e Samuel – 8-15

1-Saul torna-se rei de Israel

2-Deus rejeita Saul por sua desobediência

*8 – O povo pede um rei. A VONTADE PERMISSIVA DE DEUS e como esse rei agiria com o povo. / 9:2 – Qualidades de Saul. / 9:21 – Como Saul se via quando foi chamado. / 10:23 – Saul era bem alto. / 13:9,13,14; 15:2,3,9 – Motivos pelos quais Deus rejeitou Saul

Saul e Davi – 16-31

1-Samuel unge a Davi

2-Davi e Golias

3-Davi e Jônatas tornam-se amigos

4-Saul persegue Davi

5-Derrota e morte de Saul

*16:18 – Como as pessoas viam de Davi

II SAMUEL

ž Versículo chave: II Sm 5:12

ž Autor: Poderia ter sido o sacerdote Abiatar ou Zabude filho de Natã, e também Gade poderia ser o autor de alguns trechos.

ž Tema: Davi

ž Propósito: É um registro histórico da vida do rei Davi

ž Mensagem atual: O pecado sempre tem conseqüências, as quais podem vir de imediato ou demorar. Escolher a obediência é melhor do que sofrer o castigo

As conquistas de Davi – 1-10

1-Davi torna-se rei de Judá

2-Davi torna-se rei de Israel

3-Davi conquista as nações vizinhas

*2:2 – Mulheres de Davi / 3:2-5 – Filhos de Davi nascidos em Hebrom / 6:6 – Uzá morre ao tocar na Arca / 7:16 – Promessa de Deus a Davi

Os conflitos de Davi – 11-24

1-Davi e Bate-Seba

2-As perturbações na família de Davi

3-A rebelião nacional contra Davi

4-Os últimos anos do reinado de Davi

*12:9-11 – Consequência do pecado de Davi / 12:13; 13 – Deus perdoa Davi, mas as consequência ficam / 16:21,22 – Cumprimento do que Deus falou no cap. 12:11

I REIS

ž Versículo chave: I Rs 9:4,5

ž Autor: Desconhecido, mas provavelmente Jeremias e um grupo de profetas

ž Tema: Divisão do reino entre Israel e Judá

ž Propósito: Contrastar a vida daqueles que vivem para Deus com a daqueles que se recusam a agir assim ao longo da história dos reis de Judá e Israel.

I e II Reis dão continuidade dos livros de Samuel. Como o nome sugere, registram os acontecimentos do reinado de Salomão e dos reis de Judá e Israel, que o sucederam. Abrangem um período de quatrocentos anos e contam a história do crescimento e depois do declínio do reino, que acabou dividido. Israel e Judá são levados para o cativeiro. O Reino do Sul (Judá) teve vinte reis, e o Reino do Norte (Israel) teve dezenove.

As histórias destes livros provam que:

1. Deus não faz acepção de pessoas (Atos 10: 34).

2. Quando colocamos tudo no altar, Deus nunca nos deixa esperando pelo fogo (I Reis 18:38).

3. O cativeiro foi devido à desobediência a Deus. Ele foi profetizado antes (Dt. 28:49).

Características:

ž O livro de I Reis começa com o rei Davi e termina com o rei da Babilônia.

ž Começa com a construção do templo e termina com a destruição do templo.

ž Começa com o primeiro sucessor de Davi ao trono, Salomão, e termina com o último sucessor, Joaquim, libertado do cativeiro pelo rei da Babilônia.

ž O período dos profetas iniciou-se nessa época com o grande profeta Elias.

ž I Reis termina com a história de Elias e II Reis gira ao redor de Eliseu. Segue-se o declínio do reinado, até vermos, tanto Israel como Judá levados para o cativeiro.

ž Após este período de Reis, inicia o período interbíblico, o período em que Deus se calou, durou cerca de 400 anos.

O Reino unido – 1–11

1-Salomão torna-se rei

2-A sabedoria de Salomão

3-Salomão constrói o templo

4-A grandeza e a queda de Salomão

*1:6 – Falha de Davi como pai / 2:1-9 – Conselho de Davi a Salomão / 3:9 – O que Salomão pediu a Deus /

3:12 – O que Deus respondeu / 8:4-9Deus coloca diante de Salomão a benção e a maldição / 11:1-6 – Desobediência de Salomão / 11:11-13Promessa de Deus / 11:26Cumprimento da promessa / 11:29-33 – Motivo da divisão do reino / 11:34-36 – Cumprimento da aliança com Davi

O Reino dividido – 12– 22

1-A revolta das tribos do Norte

2-Os reis de Judá e Israel

3-O ministério de Elias

4-Os reis de Israel e Judá

*12:25-33 – Jeroboão se perde

II REIS

ž Versículo chave: II Rs 17:13,14

ž Autor: Desconhecido, mas provavelmente Jeremias e um grupo de profetas.

ž Tema: Relatos dos Reinos de Israel e Judá

ž Propósito: Registrar o prosseguimento da história de Israel,

ž Mensagem atual: Deus anuncia Sua vontade através da Palavra

O Reino dividido: 1–17

1-O ministério de Eliseu

2-Os reis de Israel e Judá

3-Israel é levado para o exílio pela Assíria

O Reino sobrevivente: 18– 25

1-Reis de Judá

2-Judá é levado para o exílio pela Babilônia

Reis de Israel

REINO UNIDO

Saul:

Tempo: 40 anos / Profeta: Samuel

Pecado: desobediência – I Sm 13:9,13,14

DAVI:

Tempo: 40 anos – I Rs 2:11 / Profeta: Natã

homem segundo o coração de Deus – I Sm 13:14; I Rs 15:5; At 13:22

Salomão:

Tempo: 40 anos – I Rs 11:42

Pecado: idolatria e desobediência – I Rs 11:1-6,10

REINO DIVIDIDO

Reino do Sul: Judá

Tribos: Judá e Benjamim

Lugar de adoração: Jerusalém

Cativeiro: Babilônia – II Rs 25:1

1- Roboão:

Tempo: 17 anos – I Rs 14:21

Pecado: idolatria – I Rs 14:23-24

2- Abias:

Tempo: 3 anos – I Rs 15:2

Pecado: os mesmos que o pai – I Rs 15:3

3- ASA:

Tempo: 41 anos – I Rs 15:10

Fez o que o Senhor aprova – I Rs 15:11,14

4- JOSAFÁ:

Tempo: 25 anos – I Rs 22:42

Fez o que o Senhor aprova – I Rs 22:43

5- Jeorão:

Tempo: 8 anos – II Rs 8:16

Pecado: idolatria – II Rs 8:18

6- Acazias:

Tempo: 1 ano – II Rs 8:26

Pecado: idolatria – II Rs 8:27

7- Atalia:

Tempo: 6 anos – II Rs 11:3

Pecado: idolatria – II Rs 11:18

8- JOÁS:

Tempo: 40 anos – II Rs 12:1

Fez o que o Senhor aprova – II Rs 12:2

9- AMAZIAS:

Tempo: 29 anos – II Rs 14:2

Fez o que o Senhor aprova – II Rs 14:3

10- AZARIAS:

Tempo: 52 anos – II Rs 15:2

Fez o que Senhor aprova – II Rs 15:3

11- JOTÃO:

Tempo: 16 anos – II Rs 15:33 / Profeta: Isaías e Miquéias

Fez o que o Senhor aprova – II Rs 15:34

12- Acaz:

Tempo: 16 anos – II Rs 16:2 / Profeta: Isaías e Miquéias

Pecado: idolatria – II Rs 16:2-4 (ofereceu seu filho como sacrifício a ídolos)

13- EZEQUIAS:

Tempo: 29 anos – II Rs 18:2 / Profeta: Isaías e Miquéias – II Rs 19:2

Fez o que o Senhor aprova – II Rs 18:3

14- Manassés:

Tempo: 55 anos – II Rs 21:1

Pecado: idolatria – II Rs 21:2-6 (queimou o próprio filho em sacrifício a ídolos)

15- Amom:

Tempo: 2 anos – II Rs 21:19

Pecado: idolatria – II Rs 21:20-22

16- JOSIAS:

Tempo: 31 anos – II Rs 22:1 / Profetas: Jeremias, Sofonias e Naum

Fez o que o Senhor aprova – II Rs 22:2

17- Jeocaz:

Tempo: 3 meses – II Rs 23:31 / Profeta: Jeremias

Pecado: idolatria – II Rs 23:32

18- Jeoaquim:

Tempo: 11 anos – II Rs 23:36 / Profetas: Jeremias e Habacuque

Pecado: idolatria – II Rs 23:37

19- Joaquim:

Tempo: 3 meses – II Rs 24:8 / Profeta: Jeremias

Pecado: idolatria – II Rs 24:9

20- Zedequias:

Tempo: 11 anos – II Rs 24:18 / Profetas: Jeremias e Ezequiel

Pecado: idolatria – II Rs 24:19

Reino do Norte: Israel

Tribos: Rubem, Simeão, Dã, Naftali, Gade, Aser, Issacar, Zebulom, Efraim e Manassés

Lugar de adoração: Samaria

Cativeiro: Assíria - II Rs 17:23

1- Jeroboão:

Tempo: 22 anos – I Rs 14:20

Pecado: idolatria – I Rs 12:25-33; 14:7-9

2- Nadabe:

Tempo: 2 anos – I Rs 15:25

Pecado: idolatria – I Rs 15:26

3- Baasa:

Tempo: 24 anos – I Rs 15:33

Pecado: idolatria – I Rs 15:34

4- Elá:

Tempo: 2 anos – I Rs 16:8

Pecado: idolatria – I Rs 16:13

5- Zinri:

Tempo: 7 dias I Rs 16:15

Pecado: idolatria I Rs 16:19

6- Onri:

Tempo: 12 anos I Rs 16:23

Pecado: idolatria – I Rs 16:25,26 (construiu Samaria)

7- Acabe:

Tempo: 22 anos – I Rs 16:29 / Profeta: Elias – I Rs 17:1

Pecado: idolatria – I Rs 16:31-33 (se casou com Jezabel)

8- Acazias:

Tempo: 2 anos – I Rs 22:51 / Profeta: Elias - II Rs 1:15-17

Pecado: idolatria – I Rs 22:52,53

9- Jorão:

Tempo: 12 anos – II Rs 3:1 / Profeta: Eliseu – II Rs 3:11

Pecado: idolatria – II Rs 3:2

10- Jeú:

Tempo: 28 anos – II Rs 10:36 / Profeta: Eliseu

Pecado: idolatria – II Rs 10:31

11- Jeoacaz:

Tempo: 17 anos – II Rs 13:1 / Profeta: Eliseu

Pecado: idolatria – II Rs 13:2,6

12- Jeoás:

Tempo: 16 anos – II Rs 13:10 / Profeta: Eliseu

Pecado: idolatria – II Rs 13:11

13- Jeroboão II:

Tempo: 41 anos – II Rs 14:23 / Profetas: Amós e Oséias

Pecado: idolatria – II Rs 14:24

14- Zacarias:

Tempo: 6 meses – II Rs 15:8 / Profeta: Oséias

Pecado: idolatria – II Rs 15:9

15- Salum

Tempo: 1 mês – II Rs 15:13 / Profeta: Oséias

Pecado:

16- Menaém:

Tempo: 10 anos – II Rs 15:17 / Profeta: Oséias

Pecado: idolatria – II Rs 15:18

17- Pecaías:

Tempo: 2 anos – II Rs 15:23 / Profeta: Oséias

Pecado: idolatria – II Rs 15:24

18- Peca:

Tempo: 20 anos – II Rs 15:27

Pecado: idolatria – II Rs 15:28

19- Oséias:

Tempo: 9 anos – II Rs 17:1

Pecado: idolatria – II Rs 17:2

I CRÔNICAS

ž Versículo chave: I Cr 14:2

ž Autor: Acredita-se que tenha sido Esdras.

ž Tema: Deus prometeu um trono eterno a Davi, escolhendo-o para estabelecer o centro de adoração em Jerusalém, e seu filho Salomão para edificar o templo.

ž Propósito: A finalidade é ajudar os judeus do período pós exílico a compreenderem a sua história e principalmente a razão do exílio.

ž Mensagem atual: Deus continua sendo o Senhor da história por mais que os acontecimentos teimem em ditar ao contrário.

As genealogias de Israel – 1-9

1-A linhagem da nação

2-As tribos de Israel

3-Os que retornaram do exílio da Babilônia

O reinado de Davi – 10-29

1-Davi torna-se rei sobre todo o Israel

2-Davi traz a arca para Jerusalém

3-As proezas militares de Davi

4-A preparação de Davi para a construção do templo.

I e II Crônicas parece ser religioso ao contrário de I e II Reis que é histórico. Enquanto Reis é escrito sob o ponto de vista humano, Crônicas sob o divino.

O livro de Crônicas como o de Reis foi escrito em um só volume e posteriormente dividido em dois: I e II Crônicas e provavelmente tenha sido escrito durante ou logo após o cativeiro. Pode ser visto como: um suplemento aos livros de I e II Samuel, I e II Reis. Algumas das descrições históricas são quase idênticas às dos livros anteriores. Os livros de Samuel e de Reis se referem aos eventos de ambos os reinos, enquanto Crônicas se ocupa quase exclusivamente com a história de Judá.

Qual é o propósito das genealogias?

ü Preservar a Árvore Genealógica

ü Conservar o início da Tradição Oral

ü Transmitir linhagens importantes

ü Ser útil na vida nacional de Israel

ü Manter a pureza sacerdotal depois do exílio

ü Traçar a linhagem Messiânica

ü Mostrar a identidade de Jesus Cristo

II CRÔNICAS

ž Versículo chave: II Cr 7:14

ž Autor: Provavelmente Esdras

ž Tema: Enfatizar o avivamento, a reforma e a recuperação da fé

ž Propósito: Adoração verdadeira, Avivamento e Reforma.

ž Mensagem atual: O reavivamento somente é possível quando nos voltamos à prática da Palavra do Senhor.

II Crônicas foi dirigido ao remanescente judaico que retornara, sentindo a urgente necessidade de reaver sua herança espiritual. Ao invés de salientar o lado sombrio do passado de Israel, o livro enfatiza o avivamento, a reforma e a recuperação da fé para os exilados desalentados, que buscavam na terra prometida um futuro e uma esperança redentora.

O Reino de Salomão – 1-9

Salomão pede sabedoria

Salomão constrói o templo

Salomão consagra a Deus o templo

A sabedoria e as riquezas de Salomão

O Reino de Judá – 10-36

A revolta das tribos do Norte

A história da apostasia e a reforma em Judá

O exílio de Judá na Babilônia

*28:3 – Acaz queimou seus filhos a Moloque / 34:22 – Profetisa Hulda

Grandes avivamentos sob:

1. Asa II Crônicas 15

2. Josafá II Crônicas 20

3. Joás II Crônicas 23 e 24

4. Ezequias II Crônicas 29 e 31

5. Josias II Crônicas 35

Templos:

a- O primeiro templo, o de Salomão, levou sete anos para ser construído e foi destruído pelos babilônios quando levaram Judá para o cativeiro. A arca da aliança sumiu na destruição do primeiro templo pelos babilônios.

b- O segundo templo foi construído por Zorobabel com o auxilio de Zacarias e Ageu. Construído no sítio do primeiro templo pelo decreto de Ciro e de Dario (Ed 6:3,12). Foi acabado 20 anos depois da volta do cativeiro em Babilônia. Este templo era muito inferior ao primeiro. O segundo templo durou 500 anos. Durou mais que o primeiro, de Salomão.

c- O terceiro templo, de Herodes. Foi profanado pelo rei Selêucida da Síria ou Antíoco IV Epifânio no ano 175-163 a.C. que instalou ali a “abominação da desolação” (um altar ou estátua pagã). Os Macabeus (judeus) purificaram o templo nos fins de 164 a.C. A provável destruição deste templo, deu-se em 63 a.C. por Pompeu. O terceiro templo, foi construído por Herodes, que começou a sua construção em 20 a.C. e terminou em 64 a.C. No ano 70 d.C. Roma conquistou Jerusalém pelo general Tito, que profanou e destruiu o templo, isto é, o terceiro.

d- O quarto templo está para ser construído – segundo as profecias de Ezequiel 40-48, conforme as escrituras será edificado onde hoje esta a mesquita muçulmana de Omar.

ESDRAS

ž Versículo chave: Ed 6:21,22

ž Autor: Esdras

ž Tema: Deus usou reis pagãos e lideres fiéis para restaurar seu povo pela restituição do culto no templo e pela reativação da lei de Moisés.

ž Propósito: Contar a história de dos judeus que voltaram da Babilônia. Ele continua a historia de Crônicas que ficou incompleta

ž Mensagem atual: A nossa vida deve estar fundamentada e centralizada na Palavra de Deus

O regresso para Jerusalém sob a liderança de Zorobabel – 1-6

1-O decreto do rei da Pérsia

2-O recenseamento do povo

3-A reconstrução do templo

Regresso a Jerusalém sob a liderança de Esdras – 7-10

1-Outra leva de judeus que regressa com Esdras

2-Lidando com os pecados do povo


NEEMIAS

ž Versículo chave: Ne 6:15,16

ž Autor: Esdras

ž Tema: Enfoca a restauração religiosa através do ensino da Lei,

ž Propósito: Relatar a reconstrução de Israel

ž Mensagem atual: Todo cristão deve ocupar posições de liderança, não só dentro do contexto religioso e eclesiástico

Esdras enfoca a restauração religiosa através do ensino da Lei, Neemias descreve a restauração política, colocando os limites geográficos de Jerusalém através dos muros; isto devolve a integridade política do povo e cala a intimidação dos inimigos dos arredores.

A Reconstrução dos muros de Jerusalém – 1-7

1-O retorno a Jerusalém

2-A reconstrução dos muros

3-O registro do povo

*6:15 – Duração da reconstrução dos muros / 8:5 – Reverência à leitura da Palavra

O avivamento da religião e a restauração do culto – 8-10

1-A leitura da Lei

2-A reação do povo

3-O arrependimento do povo

4-A ratificação da aliança

5-As responsabilidades da aliança

Correção dos abusos, e reforma da Nação – 11-13

1-O repovoamento da cidade

2-A rededicação dos muros

3-O reavivamento do povo e reformas

ESTER

ž Versículo chave: Et 4:14

ž Autor: Desconhecido. Provavelmente Mordecai (9:20). Alguns acreditam que foi Esdras

ž Tema: O livramento por Deus do povo judeu, da ameaça de destruição.

ž Propósito: Tratar da providência protetora do povo de Deus e a certeza da retribuição que alcançam seus inimigos.

ž Mensagem atual: Valores do reino de Deus diferem dos valores do mundo. Quem tem sua vida direcionada por Deus controla o poder, a fama, o dinheiro, o status social, não se deixa controlar por nada disto.

O perigo para o povo de Deus – 1-3

1-O divórcio de Vasti

2-A descoberta de Ester

3-A devoção de Mordecai

4-O decreto de Hamã

*2:7 – Nome hebraico de Ester

A decisão do servo de Deus – 4-5

1-O apelo de Mordecai a Ester

2-A resposta de Ester a Mordecai

3-A audiência de Ester com Assuero

4-A arrogância de Hamã para com Mordecai

A libertação do Povo de Deus – 6-10

1-A derrota de Hamã

2-A humilhação de Hamã

3-O enforcamento de Hamã